inicio / blog

Blog

Sete coisas que toda mulher deve saber sobre menstruação

22 nov

Sete coisas que toda mulher deve saber sobre menstruação

Infelizmente, falar sobre menstruação ainda é um tabu, não apenas aqui no Brasil mas no mundo inteiro. Segundo uma pesquisa realizada pela agência de saneamento das Nações Unidas, 70% das mulheres na Índia acham que o sangue menstrual é sujo.

Além disso, uma pesquisa da UNICEF mostrou que 40% das meninas no Irã pensam que a menstruação é uma doença. Os resultados destas estatísticas são devastadores, porque eles mostram que a maioria das mulheres não receberam uma educação menstrual adequada.

O assunto precisa ser mais discutido. Por isso, confira sete coisas que toda mulher deve saber sobre menstruação!

1. Mulheres não precisam ter períodos menstruais

Embora muitos falem que um ciclo menstrual “regular” ideal é cerca de 28 dias, não há nenhuma prova científica para essa alegação. Alyssa Dweck, professor assistente clínico da School of Medicine, disse ao site Atlântico que não há nenhuma razão médica para nós mulheres menstruarmos todo mês, e não há “nada de errado com não menstruar se o sangramento é difícil para as mulheres”, afirma ele.

Devido a isso, muitas instituições encorajam as mulheres que lutam com períodos extremamente dolorosos para falar com o seu médico sobre encontrar uma forma de controle de natalidade, que pode reduzir o número de períodos menstruais. Ou até mesmo acabar com eles.

2. Menstruação regular não significa que você é fértil

A maioria de nós aprendeu que a ovulação começa 14 dias depois do primeiro dia que começa a sua menstruação. De acordo com a associação americana da gravidez, isso é um mito, e seria tolo calcular nosso calendário de ovulação desta forma. Segundo eles, a ovulação pode acontecer entre o dia 11 e dia 21 do seu ciclo.

O Doutor Lauren Streicher , professor clínico na escola de medicina da Universidade de Northwestern, disse ao Buzzfeed que um período regular não garante a fertilidade. Não dá para simplesmente confiar nas datas de seu período menstrual para descobrir quando você está ovulando.

3. Menstruação “regular” não significa um ciclo de 28 dias

Segundo especialistas, um ciclo pode durar de 21 a 35 dias. Mesmo que o seu período menstrual ocorra dentro dessas datas, ele ainda não é considerado regular se o número de dias que passam entre os períodos não permanecem estáveis. Por exemplo, se seu ciclo é de 24 dias a um mês, você não está tecnicamente com períodos regulares. Além disso, isso pode significar que você não está ovulando periodicamente.

4. Você pode engravidar durante a menstruação

Você sabia que o esperma pode viver até cinco dias em seu corpo? Isto significa que se você tem um ciclo mais curto, e, assim, começar a ovular mais cedo, você pode ficar grávida por ter relações sexuais no último dia da sua menstruação. É necessário conversar com um médico para saber exatamente em que período você está mais fértil.

5. Menstruar é caro

Quando você soma todo o dinheiro gasto em absorventes, anticoncepcionais e outros remédios para cólicas você percebe o quanto menstruar é caro. Tanto é que há inúmeras mulheres ao redor do mundo que nem sequer têm a opção de gastar dinheiro em seus períodos menstruais, pois os produtos não estão com um valor que elas possam pagar.

6. TPM é muito real

TPM não é brincadeira. Mau humor, diarreia, enxaqueca, os desejos por doces, são todos os sintomas muito reais desse período. Eles costumam aparecer uns dias antes de você menstruar.

7. Alimentação interfere no período menstrual

Mantenha uma dieta equilibrada, com frutas frescas e vegetais, proteínas e gorduras saudáveis. Uma boa alimentação vai reduzir a sua cólicas e vai diminuir o inchaço também. Isso não significa que você não pode comer sua sobremesa favorita, mas quanto mais você evitar alimentos processados, melhor.

 

Publicado em 01/02/2016. Fonte: Yahoo! Vida e Estilo


mm
Marcela Gonçalves

Formada em Design Gráfico e pós graduada em Gestão Estratégica da Comunicação. Responsável pelo desenvolvimento do site, material de divulgação e redes sociais da A Sós.

Email Facebook

Veja também

Comentários


Receba novidades por email