inicio / blog

Blog

Venda de produtos eróticos: entenda a melhor forma de lidar com clientes do mercado

16 ago

O sexo e vários temas relacionados ao mercado de produtos eróticos ainda são considerados tabus na sociedade. Isso acontece, na maioria dos casos, pela falta de informação e conhecimento em relação ao assunto, que muitas vezes não é encarado de forma séria e responsável.

Por consequência, os profissionais do mercado de produtos sensuais têm o desafio de lidar com perfis de clientes bem distintos, que podem, por exemplo, estar despreparados para a compra, ter preconceitos ou vergonha em relação aos itens.

Portanto, para saber lidar com os clientes e ter sucesso de vendas, os consultores devem conhecer bem os produtos e saber trabalhar com os diversos tipos de clientes. Para ajudar nas vendas de produtos eróticos, veja as dicas que preparamos de como lidar com o público do segmento:

Como identificar os clientes para vender produtos eróticos

O primeiro e mais importante passo é ter consciência sobre a importância de saber identificar cada perfil de cliente. Isso porque o seu foco nunca deve ser realizar uma venda, e sim,  propor soluções adequadas às necessidades do seu público, preocupando-se com o seu bem estar e em amenizar suas frustrações individuais.

Cada cliente exige um tratamento diferenciado, então todo consultor deve procurar ser um bom observador e por meio disso, entender mais especificamente o que o cliente precisa para saber conduzi-lo com maior facilidade.

Cliente tímido

Antes de mais nada, é preciso descrição e jogo de cintura para lidar com clientes tímidos, em especial, porque esse é o tipo de consumidor mais frequente no setor erótico.

Como ele está aberto a conhecer os produtos, mas é tímido demais para interagir na hora da demonstração, é importante que as suas perguntas sejam precisas e objetivas. Por isso, tenha paciência e o tranquilize para que ele se sinta à vontade diante dos produtos sensuais.

Se você sentir que ele está bastante desconfortável, fale somente de produtos como os da linha de cuidados íntimos e dos itens que podem ser usados nas preliminares, como lingeries, géis e óleos para massagem. Somente após ter realizado um teste com esses produtos, pergunte se o item agradou, e se for o caso, sugira que experimente algo mais picante.

Cliente confiante demais

Este é o tipo de cliente não gosta de ser contrariado, já que ele está bastante seguro sobre suas opiniões e não parece aberto a mudanças. Na maiorias dos casos, são clientes que estão em um relacionamento e acreditam que os produtos eróticos são utilizados apenas por casais infelizes, ou até mesmo os clientes solteiros, que dizem não ter um parceiro para testar os itens.

A solução? Mostre que os produtos sensuais são fontes de novas descobertas, que podem ser um estímulo a mais na relação do casal e que eles não têm o objetivo de salvar relações infelizes, pelo contrário! Além disso, os itens para uso a sós, como masturbadores e estimuladores, proporcionam bem estar íntimo e a descoberta do prazer sozinho, ótimos para os solteiros que estão em busca de autonomia e satisfação.

Por fim, uma boa estratégia é valorizar as ideias e vaidades dos clientes. Só tome cuidado para não exagerar na dose!

Cliente econômico

Para o cliente que quer conhecer os itens sensuais gastando pouco e está atento aos valores dos produtos, além de trabalhar todos os seus argumentos de venda em relação às funcionalidades dos itens, tenha sempre o foco no custo benefício da aquisição.

Antes de conquistar a atenção do cliente, entenda de forma mais objetiva o que ele está buscando. Dessa forma, você conseguirá propor os produtos mais adequados e claro, os de menor custo, para garantir que terá uma venda fechada.

Além disso, mostre as qualidades que justifiquem o valor daquela mercadoria, ainda que o item seja o mais barato que você possui. Lembre-se que clientes satisfeitos estarão mais abertos a realizar novas compras, e por esse motivo,  devem valorizar o que estão adquirindo.

Clientes descontraídos

Eles brincam e são falantes, mas são uma armadilha para tirar o foco das vendas. Clientes descontraídos demais podem acabar dividindo com você muitos detalhes sobre a vida sexual deles, o que não há nenhum problema, desde que você não perca o foco e o profissionalismo.

É claro que você também pode brincar, ser bem-humorado e deve sugerir que o cliente teste algum produto específico, mas mantenha sempre a sua postura de consultor e vendedor e não deixe de ter atenção em nenhum momento, pois apesar de divertidos, os clientes mais descontraídos são atentos aos detalhes.

Cliente que já testou e não gostou

Os produtos sensuais se adaptam e atendem a cada consumidor de forma bastante distinta. Isso acontece porque as funcionalidades serão percebidas de forma diferente em relação à experiência de cada um. Um gel que tem efeito hot, por exemplo, pode ter a sensação de aquecimento mais leve ou mais acentuada.

Uma boa dica é saber valorizar a marca que você vende, desde embalagens, aplicadores e suas funções, além de passar segurança em relação às composições dos produtos e à regulamentação da Anvisa.

Além disso, a demonstração, nesses casos, será essencial para que o cliente desconfiado teste os produtos que mais lhe interessam e possa perceber, na prática, todas as funcionalidades. Para isso, tenha sempre em mãos produtos de demonstração e sachês de amostra para oferecer como cortesia ao seu cliente.  

Cliente relutante

Para um cliente que já demonstrou algum tipo de preconceito em relação ao mercado erótico e reluta em conhecer os produtos que você vende, vá com calma e tenha paciência. O fato de ele estar escutando o que você diz, já demonstra que existe alguma abertura para os itens de sex shop.

É por esse motivo que para ter sucesso com as vendas, você irá precisar desmistificar o noção de vulgaridade que o cliente acredita que os itens eróticos possuem, e apresentar produtos mais leves, até que ele ganhe familiaridade com as mercadorias.

Pode acontecer, ainda, de o próprio cliente estar aberto a incluir itens sensuais na relação, mas o medo do julgamento do parceiro bloquear sugestões mais ousadas. Nesses casos, ajude-o com dicas e fale sobre as vantagens de incluir itens sensuais na relação.

Clientes com altas expectativas

Pode-se dizer que é senso comum a percepção de que os produtos eróticos apimentam as relações, aproximam casais e possibilitam novas descobertas. Mas, é por esse mesmo motivo que os clientes, muitas vezes, procuram os itens como um último recurso para reaproximação do relacionamento ou a solução de disfunções senxuais.

Os motivos são vários: há clientes aflitos para reacender a chama do relacionamento, pretendendo usar todos os produtos de uma só vez, outros que buscam nos produtos sensuais uma solução quase milagrosa, desde problemas de ejaculação precoce, aumentar o tamanho do pênis, ter um prazer nunca antes sentido ou voltar a ser virgem.

O mercado sensual possui itens que podem ajudar nessas questões, mas ainda sim,  é papel do consultor esclarecer todas as funções dos itens e principalmente alinhar as expectativas dos clientes. Um boa dica é ser paciente, tranquilizar o cliente e planejar, com a ajuda dele, uma série de itens diferentes que podem ser testados para ajudar a alcançar os objetivos que pretende.

E aí, gostou das nossas dicas? Veja também os erros que você não deve cometer como consultora sensual e boas vendas!


mm
Marcela Gonçalves

Formada em Design Gráfico e pós graduada em Gestão Estratégica da Comunicação. Responsável pelo desenvolvimento do site, material de divulgação e redes sociais da A Sós.

Email Facebook

Veja também

Comentários


Receba novidades por email