inicio / blog

Blog

Tudo o que você precisa saber sobre o mercado de produtos eróticos em 2018

08 jan

Mercado erótico em 2018

Com a chegada de um novo ano, os planos começam a ser colocados em prática. Para fazer uma renda extra, a revenda de produtos eróticos é um dos negócios promissores para 2018.

Como marca o ano de recuperação econômica, o período tem tudo para trazer ótimo desempenho para quem atuar no ramo erótico. Para se convencer de que a possibilidade é atraente, veja o que você precisa saber sobre o mercado erótico em 2018 e conheça quais são as expectativas.

A consolidação da consultoria erótica

Nos últimos anos, o mercado erótico ganhou destaque na economia. Mesmo diante de crises e dificuldades financeiras, o setor conseguiu atingir novos números atraentes.

De acordo com a Associação Brasileira das Empresas do Mercado Erótico e Sensual (ABEME), há mais de 10 mil pontos de venda da área e um faturamento anual de 1 bilhão de reais.

São 100 mil empregos diretos e indiretos gerados por esse ramo, que vem se consolidando. Em 2016, por exemplo, o mercado avançou 3,5%, contra a queda de quase 4% da economia brasileira.

A tendência do empoderamento

A chegada das redes sociais e as transformações nas relações trouxe um conceito muito importante: o empoderamento. Especialmente entre o público feminino, é uma abordagem que ressoa por tratar de liberdade e da possibilidade de explorar a própria vida.

A grande ajuda para a revenda de produtos eróticos é que mulheres e casais empoderados ficam dispostos a conhecer novos produtos. Os itens sensuais se destacam nesse sentido, já que a tendência é que a sexualidade feminina e tudo o que envolve o tema deixem de ser um tabu.

Para o futuro, a expectativa é que haja cada vez mais naturalidade para tratar do assunto, o que estimula a compra por pessoas com diferentes características.

A recuperação da economia

Depois de enfrentar a pior recessão de sua história, o Brasil, tem encarado um lento processo de recuperação na economia desde a metade de 2017.

Para 2018, a tendência é que os resultados sejam ainda mais interessantes. Em dezembro de 2017, por exemplo, o Banco central elevou a estimativa do Produto Interno Bruto: de 2,2%, a expectativa passou para 2,6%.

Somando isso à boa estabilidade do mercado erótico no Brasil, a tendência é que a revenda de produtos eróticos saia especialmente favorecida dessa recuperação. O esperado é que a recuperação da economia gere um aumento de vendas e de faturamento, de modo a permitir a expansão da área.

A continuidade de crescimento do mercado erótico

Uma consultoria erótica é um dos negócios promissores para 2018. Diante do panorama positivo, o esperado é que ela consiga atingir o aumento de vendas, de faturamento e de lucro.

Sobre a área, paira uma nuvem de otimismo. Se, mesmo na crise, o crescimento já foi destacável, para 2018 as expectativas são grandes. Com melhor poder de consumo e maior confiança na economia por parte dos clientes, a tendência é que os resultados atinjam novos patamares positivos.

Ao reconhecer o mercado erótico como um dos negócios promissores para 2018, você verá que a revenda de produtos eróticos tem tudo para dar certo no ano. Com isso, o ideal é já se preparar para agarrar a oportunidade!

Qual a sua opinião sobre essa possibilidade? Conte nos comentários e participe!


mm
Marcela Gonçalves

Formada em Design Gráfico e pós graduada em Gestão Estratégica da Comunicação. Responsável pelo desenvolvimento do site, material de divulgação e redes sociais da A Sós.

Email Facebook

Veja também

Comentários


Receba novidades por email