inicio / blog

Blog

Robôs Sexuais: A evolução da Sexualidade Humana

28 mar

Já se imaginou, deitada na cama, abraçadinha com um robô após momentos de prazer?

Se não, comece a considerar o assunto. Essa semana a internet se agitou com a notícia de que possivelmente em 2025, robôs sexuais estarão à venda em boutiques sensuais de luxo, já que essa nova tecnologia terá um custo elevado, e poderá ser comprada inicialmente somente pela classe alta.

Especialistas na criação de robôs como o pesquisador Matt McMullen, trabalham incansavelmente na tentativa de desenvolver um robô, que consiga satisfazer os seres humanos. Isso seria mesmo possível?

Se olharmos para os dias atuais, poderemos perceber que isso de fato, não é improvável em um prazo tão curto, afinal, já existem bonecas realísticas, criadas com a mesma função, e antecedentes a elas as famosas bonecas infláveis.

A tecnologia se desenvolve rapidamente, e a cada dia vamos substituindo mesmo que despercebidamente eletrônicos e eletrodomésticos, que antes nos eram funcionais e hoje já não nos adequamos mais. Por esse e por outros motivos, há quem diga que em breve conseguiremos substituir também os seres humanos. A expectativa é que essa “substituição” aconteça por volta de 2050.

Já sonhavam com isso os escritores de “The Bicentennial Man and Other Stories”, o livro que inspirou a ficção cientifica e grande sucesso em 1999 “ O homem Bicentenário”, protagonizado pelo ator Robin Willians, que interpretou um robô que sonhava em torna-se um humano.

Opiniões dividem-se entre comprar ou não um robô sexual, uns enxergam vantagens, como por exemplo, fidelidade matrimonial e a inexistência de doenças sexualmente transmissíveis, outros, porém, dizem que não o comprariam alegando o fato do robô ser incapaz de retribuir afeto, atribuindo também o acontecimento a falência da humanidade.

E você, compraria um robô sexual?


mm
Sâmarah Batista

Sensual Coach , esteticista, massoterapeuta, instrutora de Pole Sport, Dona da empresa UP Chá de Lingerie e Consultora A sós.

Email Facebook

Veja também

Comentários


Receba novidades por email