inicio / blog

Blog

Como vencer os tabus do mercado erótico

26 jun

Pode-se dizer que mercado erótico surgiu em 1962, quando Beate Uhse, uma alemã piloto da Segunda Guerra Mundial, identificou a necessidade de ajudar as mulheres da época em relação à higiene íntima e à concepção e teve uma ideia empreendedora: após o sucesso com as vendas informais, abriu uma loja para vender um guia feito por ela mesma sobre ciclo menstrual e período fértil, camisinhas e livretos sobre relacionamentos e casamentos. Assim surgiu a primeira loja especializada e produtos eróticos da história.

De lá pra cá, várias mudanças aconteceram. Mas, apesar de vivermos em uma sociedade sexualizada, estando a temática presente na vida das pessoas, nos programas de TV, cinema e até mesmo nas músicas sucesso, muitas vezes o tema não é tratado com naturalidade e até mesmo se mostra conservador, sendo relacionado às doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) ou à gravidez não planejada. Por esse motivo, o sexo ainda é considerado um tabu na sociedade.

Por que será que isso ainda acontece? Para desmistificar a temática, preparamos um artigo para ajudá-lo a vencer os próprios tabus e os preconceitos da sociedade.

Por que falar de sexo ainda é um tabu?

Se compararmos o momento que vivemos à algumas décadas atrás, quando a repressão sexual era grande, mal se falava de sexo.É nítido que caminhamos, mas ainda é preciso superar muitas barreiras para mudar comportamentos sociais e culturais.

Isso porque a temática ainda é cercada de falta de diálogo, vergonha, medo de julgamento, entre outras consequências da repressão da sociedade, que não trata o sexo de forma natural, não entende a necessidade da prática para o bem estar íntimo e de um casal, reprimindo o prazer e o erotismo.

Primeiro passo: quebrar o próprio tabu

Devido à forma como a sociedade sempre encarou o sexo e suas temáticas, todos nós lidamos com as consequências da falta de diálogo do assunto. Preconceito, vergonha, timidez e a ansiedade e dificuldade de falar sobre o tema, são apenas algumas das consequências de não tratar o sexo com naturalidade. Isso acontece porque o assunto é reprimido desde a infância e segue sendo um tabu quando, já adultos, por exemplo, a masturbação (principalmente a feminina) e o sexo anal são vítimas de censura.

Por esse motivo, primeiro devemos entender que todos nós temos tabus a vencer em relação ao sexo e tentar superá-lo de diversas formas, para agir com cada vez mais naturalidade, e para quem pensa em trabalhar com a venda de produtos eróticos, profissionalismo e segurança. Uma boa dica é treinar sozinho! Comece falando com você mesmo – e dizendo em voz alta. Quando sentir segurança, converse sobre o assunto com as pessoas mais próximas a você. Você perceberá que as palavras sairão com mais naturalidade e seu comportamento também mudará com o passar dos tempos .

Tabus na família: os produtos eróticos são para todos

O mercado erótico cumpre um papel essencial na sociedade ao oferecer benefícios para a saúde sexual dos casais, para estabilidade dos relacionamentos e para a manutenção das relações, além de auxiliar muita gente a conhecer melhor seu próprio corpo e a partir daí se relacionar melhor com o outro.

Para quem deseja trabalhar no mercado erótico, umas das primeiras consequências dos tabus do sexo sentidas pelas consultoras é o estranhamento ou desaprovação da própria família em relação ao trabalho. Por esse motivo, para ajudar a quebrar os tabus dentro de casa, a consultora sensual deve transparecer a seriedade do trabalho a todos ao redor e o objetivo do mercado erótico em proporcionar prazer e, em especial, bem estar às pessoas.

Isso pode ser feito demonstrando os diversos tipos de produtos sensuais disponíveis no mercado, desde as linhas Bem-estar e Cuidados, que possuem produtos para a saúde íntima como sabonetes, desodorantes e até mesmo perfume com feromônio, passando pelos itens de massagem, funcionais e comestíveis até chegar aos acessórios e vibradores. Esse tipo de apresentação pode ser uma boa saída para desmistificar a ideia de que o mercado sensual somente possui produtos como os vibradores e masturbadores, aumentando a confiança e a aceitação de todos os itens.

Para quebrar os tabus do mercado erótico na família, ainda é possível apresentar as oportunidades de negócio e de crescimento do segmento, demonstrando o nível de conhecimento e profissionalização exigido para o sucesso das consultoras sensuais.

Barreiras do mercado erótico: quebrando o tabu na sociedade

Quem trabalha no mercado erótico sabe que quebrar tabus é um exercício diário e que requer muita paciência para desconstruir os padrões enraizados na sociedade. Por esse motivo, o diálogo é sempre o melhor caminho, principalmente para vencer as barreiras que encontramos dentro da nossa própria família e círculo de amizades.

Mas, muito além de lidar a temática com naturalidade, a seriedade com a qual se encara o mercado erótico faz toda diferença ao trabalhar no segmento.Sendo assim, ter segurança e demonstrar um alto nível de conhecimento sobre o assunto é uma poderosa arma para vencer os tabus criados pela sociedade, lidar com clientes e ter sucesso como consultor sensual.

Para que isso aconteça, ter conhecimento é fundamental. Mantenha-se informado, e o mais importante, se especialize no assunto: participe de eventos presenciais e de treinamento e cursos online. Ter um alto nível de informações fará você conquistar desenvoltura para falar sobre o tema e demonstrará confiabilidade.

Gostou das dicas para quebrar tabus e ter sucesso como consultor? Baixe o E-book “Inovação A Sós na medida certa para o mercado brasileiro” e entenda melhor sobre a A Sós e segmento sensual no Brasil.


mm
Marcela Gonçalves

Formada em Design Gráfico e pós graduada em Gestão Estratégica da Comunicação. Responsável pelo desenvolvimento do site, material de divulgação e redes sociais da A Sós.

Email Facebook

Veja também

Comentários


Receba novidades por email